Como alugar um imóvel sem fiador

Existem outras maneiras de se alugar um imóvel nos dias de hoje, sem precisar do fiador. Saiba quais são elas.

Entenda agora quais são os direitos e deveres do inquilino!

Entender o que se pode esperar do período de locação, em relação à sua parte legal, é fundamental para morar com tranquilidade.

Portanto, torna-se crucial estar a par do que a Lei do Inquilinato aponta como direitos e deveres do inquilino. Isso, porque essa lei estabelece as normas em torno do aluguel de imóveis, funcionando como reguladora da relação entre locatário e proprietário.

Prossiga a leitura e fique por dentro do que manda a Lei quando se trata de locação residencial!

Direitos do inquilino

Saiba como funciona o título de capitalização para aluguel

Um dos obstáculos para quem deseja alugar um imóvel é oferecer ao locador uma garantia para o caso de inadimplência. Essencial nos contratos de locação, este instrumento busca não apenas proteger os interesses dos proprietários, mas manter o mercado locatício saudável, com melhores possibilidades para a concretização dos negócios.

Para substituir a figura do fiador — o mais tradicional dos meios de garantia locatícia, mas que anda cada vez mais raro —, surgiram outras opções para viabilizar o negócio. Uma delas, o título de capitalização, tem sido amplamente usada como salvaguarda nesse processo. Continue lendo, então, e confira como funciona o título de capitalização no aluguel:

Garantia locatícia

Exigir uma garantia locatícia é um direito do proprietário do imóvel. Isso está expresso na lei 8.245/91, a Lei do Inquilinato. São quatro as modalidades que podem ser solicitadas: fiador, caução, seguro fiança e título de capitalização. A definição de qual delas será utilizada depende de acordo entre o dono do imóvel e o inquilino.

O fiador (uma terceira pessoa que assume os pagamentos em caso de inadimplência do locatário) é o mais utilizado deles, enquanto a caução prevê o pagamento de um valor antecipado como garantia (geralmente três vezes o aluguel). O seguro fiança, por sua vez, é uma apólice feita em nome do proprietário, que pode resgatá-la caso necessário.

O título de capitalização, em comparação às demais, apresenta algumas vantagens. Trata-se de uma espécie de carta de crédito que se adquire por um período determinado e permite reunir capital. Além de permitir o resgate integral do investimento realizado, o título de capitalização prevê a realização de sorteios. O produto é regulamentado pela Superintendência dos Seguros Privados (SUSEP).

Definição do valor