Entenda as 5 maiores dúvidas sobre o financiamento de imóveis

6 minutos para ler

A maioria das pessoas que busca um imóvel para comprar não tem condições de quitar o valor à vista. Por conta disso, fazem-se necessários os financiamentos de imóveis. Basicamente, eles são feitos pelas instituições bancárias, que pagam ao vendedor o valor total do imóvel e parcelam o montante ao comprador.

Nesse momento de compra, o maior desafio acontece porque o mercado imobiliário é cheio de trâmites, burocracia e regras. Conhecer a fundo os financiamentos é essencial para que o comprador se proteja e saiba exatamente onde está pisando.

Para auxiliar você na conquista da casa própria, neste post, esclarecemos as dúvidas mais corriqueiras a respeito do financiamento de imóveis. Avalie tudo para fazer a melhor escolha para seu bolso e para seu momento de vida.

Quer saber mais sobre como funcionam os financiamentos e ver a melhor opção para seu planejamento financeiro? Leia o post e prepare-se para realizar esse sonho com segurança!

1. Como são praticadas as taxas de juros?

Em geral, os juros praticados pelos bancos variam de 8% a 11% ao ano. A boa notícia é que a preferência pela Caixa Econômica Federal fez com que as demais instituições adotassem taxas mais convidativas para acirrar a concorrência. Ponto para o consumidor!

Essa disputa entre bancos ajuda as pessoas a escolherem a melhor opção para o que podem e pretendem. A concorrência também aumentou a gama de benefícios. Para que a taxa de juros seja melhorada, o ideal é que o comprador tenha um valor para oferecer como entrada. Isso diminui o número e o valor das parcelas ao longo dos anos. No entanto, é preciso verificar o valor final do imóvel e todas as outras taxas incluídas no financiamento imobiliário.

2. Qual é o melhor financiamento?

Conforme dito, muitas pessoas apontam a Caixa Econômica Federal como melhor opção de financiamento de imóveis. Porém, a concorrência demanda que sejam efetuadas algumas análises antes de fazer a escolha.

De fato, as taxas de juros da Caixa Econômica Federal costumam ser as mais atrativas. Ainda assim, os tipos de financiamento de algumas instituições podem oferecer outros benefícios. Pode ser a possibilidade de financiar um imóvel de maior valor, o prolongamento do tempo de financiamento e, até mesmo, a chance de parcelar 100% do valor de uma propriedade.

Além disso, os bancos costumam considerar o relacionamento do comprador com a instituição. Correntistas de muito tempo podem ter os benefícios aumentados. Por isso, o indicado é que você compareça à sua agência e converse com o gerente da sua conta. Apresente seus rendimentos e faça as simulações para chegar a melhor opção para sua família.

3. Posso financiar um imóvel com nome sujo?

É verdade que as regras mudam de acordo com o tipo de financiamento e a instituição bancária. Contudo, algumas delas valem para todos. A pessoa que tem interesse em comprar um imóvel não pode ser negativada, ou seja, não pode ter o nome incluído nos órgãos de proteção ao crédito, como SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) e Serasa. Nesses casos, é necessário que o futuro comprador negocie as dívidas existentes e peça para que o nome seja retirado dos cadastros.

Os bancos também costumam avaliar todo o potencial de pagamento do interessado. Qualquer dívida adquirida e não paga pode ser um agravante na hora de a instituição avaliar a capacidade de pagamento.

Com o aumento de crédito, os bancos ficaram mais receosos em liberar financiamentos. Por isso, o ideal é garantir uma boa reputação no mercado antes de partir para a simulação. Um cadastro negado pode ser bastante frustrante para uma família que deseja realizar o sonho da casa própria.

4. Como funciona o programa Minha Casa Minha Vida?

Caso você seja apto a financiar um imóvel pelo programa habitacional Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal, a primeira coisa é observar sua faixa de renda. As novas regras incluem famílias que têm renda total de até R$ 9 mil.

São quatro tipos de benefícios, dependendo da receita da família. A facilidade pode ser desde o subsídio, quando o governo paga uma parte da entrada, até a redução do valor do seguro e das taxas de juros. Normalmente, esses índices são menores do que os praticados pelas instituições bancárias.

Para participar é necessário que o interessado realize inscrição no programa. Sua documentação será avaliada e o cadastro será ou não aprovado. Então, o ideal é que o comprador leia as regras e os requisitos com atenção para evitar perder tempo e ser reprovado.

5. Posso utilizar meu FGTS no financiamento de imóveis?

Sim, é possível utilizar o saldo do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) no financiamento de um imóvel. Essa é uma facilidade que pode diminuir as parcelas e ajudar os compradores na realização do sonho da casa própria. No entanto, existem algumas regras para esse uso.

A primeira delas determina que só é possível utilizar o valor para a própria moradia, ou seja, não é possível adquirir uma propriedade para investimento ou como ponto comercial. Além disso, é obrigatório que a construção nova ou usada esteja na cidade em que o proponente mora ou trabalha, incluindo a região metropolitana do município.

Também é preciso que o requerente esteja trabalhando há, no mínimo, três anos com recebimento de FGTS. Para solicitar o uso do saldo, é preciso ir ao banco com os seguintes documentos:

  • RG;
  • CPF;
  • certidão de nascimento;
  • certidão negativa de débitos;
  • declaração negativa de propriedade do imóvel;
  • declaração de isenção de imposto de renda ou recibo de entrega;
  • recibo de condomínio ou aluguel da atual moradia;
  • comprovante de rendimento mensal;
  • número do PIS/PASEP;
  • cópia da carteira de trabalho;
  • extrato de conta vinculada ao FGTS;
  • declaração do empregador;
  • solicitação de movimentação da conta vinculada;
  • autorização do débito na conta.

E agora, sente-se pronto para partir em busca da sua casa própria? O financiamento de imóveis pode ser uma ótima alternativa para quem quer sair do aluguel e adquirir segurança de patrimônio. Para garantir uma transação segura e uma compra de imóvel com preço justo, você pode entrar em contato com profissionais do mercado imobiliário. Eles são as pessoas mais indicadas para ajudá-lo nessa conquista.

Para saber mais, fale com a gente e confira todas as soluções que temos para sua vida!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.