Casa com piscina vale a pena?

4 minutos para ler

Ter uma piscina em casa, principalmente em dias quentes de verão, é o sonho de consumo de muitas pessoas e nós, da Patrimonial, nos incluímos!

Mas será que os cuidados são muito elaborados e a manutenção é cara?

Ter piscina em casa, vale mesmo a pena?

Vamos conversar um pouquinho sobre os detalhes de se ter em casa uma deliciosa piscina.

Ter uma piscina em casa é algo caro e dá muito trabalho?

No fim das contas, o custo de uma piscina de alvenaria vai depender de uma série de fatores.

Entre os principais, destacam-se o projeto, os materiais e a mão de obra. 

Mas o valor investido para ter uma piscina desse tipo não deve considerar apenas a etapa de construção. Os gastos futuros com manutenção e limpeza devem ser somados.

Os valores para se construir ou instalar uma piscina variam com diversos fatores como o projeto, os materiais, o tamanho, material e mão de obra.

Porém o fato de ter uma piscina valoriza o imóvel, para uma venda futura, contribui e muito para efetivar um negócio.

Manutenção

O trabalho da manutenção e cuidados diários existe se você quiser ter uma piscina bonita, segura e propícia para o uso.

Na atualidade, muito dos gastos que se tinha no passado foram substituídos por produtos bons, que simplificam o trabalho e que substituem uma mão de obra especializada.

Hoje já não é mais necessária uma empresa especializada para fazer a sua manutenção.

Então, na hora de avaliar os custos, coloque tudo na ponta do lápis e lembre-se que ter um espaço físico para seu lazer, reunir os amigos e os familiares e para práticas de atividade física ao ar livre não tem preço!

A manutenção pode ser feita pelos próprios donos e cabe realizar um processo de segurança mais rigoroso pelo menos 2 vezes no ano, geralmente em estações mais frias.

Quero ter uma piscina em casa! Qual passo a passo devo seguir?

O que era visto como luxo há alguns anos, hoje, é sinônimo de bem-estar, qualidade de vida e uma ótima opção de lazer!

Listamos para você uma ordem cronológica para você não se embolar e aproveitar sua piscina para o próximo verão!

1.Planejar financeiramente
2.Encontrar o profissional ideal
3.Elaborar o projeto arquitetônico
4.Escolher o modelo de piscina, o tamanho e o material
5.Acompanhe a obra e desfrute

Quais tipos de piscina existem?

Inúmeros modelos, formas, tipos diferentes de materiais e acabamentos envolvem o universo das piscinas.

No mercado 08 tipos são mais conhecidos e comuns.

São eles:

Piscina de fibra de vidro – prática e acessível

Piscina de concreto armado/alvenaria – mais cara que a de fibra, mas mais versátil

Piscina pré-moldada – como de alvenaria, mas ganha no tempo de instalação

Piscina de Vinil – também de alvenaria, variando o revestimento

Piscina portátil: de plástico ou lona – muito usada, por ser barata

Piscina de vidro – a top de linha, cara e sofisticada

Piscina de areia – não tão comum, usada para projetos de parques, hotéis e casas de luxo

Piscina Container – novidade atualmente, é sustentável e com baixo custo

Motivos para você ter uma piscina em casa

Ter uma piscina é uma distração e uma terapia natural, tanto para usufruir quanto para cuidar e dar manutenção;

Estimula e proporciona momentos divertidos em família, seja para reuniões em volta da piscina, conversar neste ambiente lindo ou dias longos e refrescantes dentro da água;

Possibilita relaxamento e a prática de atividades físicas, em pleno conforto e na segurança do seu lar;

Uma maneira saudável de aproveitar para curtir o isolamento de uma forma leve e sem medo.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.